[INCOMPLETE] Episode: The Conversation With Death

Death: “Então tudo isso é por causa dela?”

Black Dragon: “Vamos pôr dessa maneira. O que me tornei até hoje foi para que de alguma forma eu pudesse agradá-la e protegê-la. Quanto mais forte me tornava, mais e mais meu coração palpitava por ela. Ela é a razão de todas as minhas alegrias e dores. Esqueça ex-namoradas e paixões de momento! Nenhuma dessas se comparam a beleza, inteligência e puridade dessa que vois falo. A trato como Deusa pois é assim que a vejo. A desejo. Desde aquele momento que fica eterno na lembrança mesmo que um dia há de ficar velho e esquecido, a lembrança daquele momento não se extinguirá. Que momento? Aquele em que a vi pela primeira vez. Anseio por seu beijo desde quando meus olhos avistaram beleza tão encantadora.”

Death: “Apenas o beijo?”

Black Dragon: “Seu corpo colado ao meu em um sexo pueril. Talvez não tanto quanto imagino. Mas ela… Detém de uma graciosidade que nenhuma outra mulher, e olha que conheci várias, tem. Pode-se dizer que são palavras de um tolo apaixonado, mas que paixão é essa que dura mais de dez anos? Obsessão alguns irão dizer. Fixação os pobres de imaginação. Eu sei muito bem o que é. Desejo-lhe um bem imortal. Um bem que só eu, uma verdade sem finidade, seria capaz de entregar. Não serei tolo a ponto de pensar que só será feliz comigo, porém comigo, é onde ela encontraria a total denominação da palavra felicidade. Felicidade essa que não seria um caminho, muito menos um momento, mas um ponto de encontro e nunca de despedida. Sei que a santidade não existe e já provara os prazeres do sangue e da carne. Ela é ser humana, não a condene por possuir uma pele tão indigna em relação a sua alma pura. Mais uma vez, ela é uma Deusa, eu a venero e por conta disso, acredito verdadeiramente em minhas palavras e no sentimento que nutro por ela. Não me tornei acima da média a toa. Sem ela eu nada seria, nada teria e nada a vida adicionaria. Somente por ela mantenho este coração, que se tornaste podre e desonroso com o passar do tempo, vivo. Digo sem a menor sensação de humilhação que sou um servo.”

Death: “Mas quando ela morrer, o que te tornarás?”

Black Dragon: “Um falecido andante. Um ódio descontrolado. Prefira me ver morto, e para assegurar-se, muito bem amarrado. O que sinto por ela transpassa dimensões, próximas vidas e por que não a morte? Não sossegarias até reencontrar a alma que me acalenta. Nem que por isso..”

Death: “..Cause uma guerra. Já escutei essa conversa anteriormente. Várias vezes. Mulher é a causa de todas as guerras existentes no universo. Religião? Território? Ouro? Desculpas. Por causa do que a mulher guarda entre as pernas é que o homem se torna um animal incontrolável, irracional e putrefato, seja ele humano ou não.”

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s